MENU

Tele-educação, direitos autorais e mídias sociais para a saúde são temas de destaque no CBTms


Tele-educação, direitos autorais e mídias sociais para a saúde são temas de destaque no CBTms

A Rede UNA-SUS está em peso no 8º Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde (CBTms), que ocorre de 15 a 17 de novembro, em Gramado/RS. Nessa quarta-feira (15) foram realizadas palestras sobre produção de mídias em tele-educação, direitos autorais e mídias sociais para saúde. Também foi lançado o aplicativo UNA-SUS Mobile, que facilita o acesso aos serviços da UNA-SUS apara os usuários. 

O IMPACTO DAS MÍDIAS SOCIAIS NA SAÚDE

Com a coordenação de Rodrigo Tubelo, da UNA-SUS/UFCSPA, a palestra teve como objetivo problematizar o uso das mídias sociais na área da saúde. O debate foi iniciado pela professora de odontologia da UFRGS, Thais Thomé, que traçou um paralelo entre a revolução digital e os perfis da população e ressaltou que o uso das tecnologias influenciam diretamente na mudança do comportamento humano, possibilitando novas formas de aprendizagem. Dessa forma, Thais usou seu exemplo pessoal, já que decidiu criar um canal no youtube para ensinar seus alunos a manejarem um equipamento complexo para restauração dentária. A ideia era criar uma forma inovadora de ensinar. Para tanto, Thais se inspirou nos canais de tutoriais de maquiagem que costumava assistir e utilizou o modelo em seu próprio projeto. A ideia ganhou frutos e hoje, o canal Professora Dentista já possui mais de 3.600 inscrições.

Já o matemático Ivan Pisa, da Unifesp, falou sobre processos de análise da informática em saúde no Brasil com base em informações do Lattes e comunidades RUTE.

A experiência da equipe de comunicação da UNA-SUS/UFMA na criação de estratégias para a aproximação do público-alvo, através de uma comunicação mais direcionada e interativa foi apresentada por Katherine Marjorie. Ela conta que a instituição entendeu que precisava desenvolver novas formas de comunicação para atingir o público desejado e gerar atratividade para os alunos, “isso fez com que o Projeto partisse de uma ação reativa para uma ação ativa”, diz Katherine em relação à maneira de atingir esses alunos e possíveis alunos, utilizando as mídias sociais. Além disso, a equipe de comunicação passou a explorar conteúdos relevantes para o público-alvo, com linguagem mais direcionada para cada público específico.

DIREITOS AUTORAIS NA PRODUÇÃO DE RECURSOS EDUCACIONAIS

Para falar sobre Direitos Autorais na Produção de Recursos Educacionais, a bibliotecária consultora da SE/UNA-SUS, Fernanda Monteiro abordou a importância do direito autoral na produção de recursos educacionais abertos, que contribuem para a democratização do acesso ao conhecimento, por meio da internet, em repositórios abertos. Como exemplo prático de como a UNA-SUS reutiliza esses materiais, foram citados os cursos deAtenção Integral à Saúde da Pessoa Idosa, oferecido pela SE/UNA-SUS e a Especialização em Saúde da Família, da Unifesp, ambos produzidos com recursos que já estavam no ARES.

Segundo a consultora, o direito autoral vem para garantir o respeito à autoria e os direitos morais, para que seja reconhecida a autoria e garante que o nome do criador seja vinculado à obra. Para garantir os direitos autorais na produção de REA no âmbito da UNA-SUS, foi criada uma Política de Acesso Aberto, que traz conjunto de modelos e documentos que são aplicados no modelo de gestão dos direitos autorais.

Fernanda também explicou que a preocupação com recursos educacionais abertos começou com a utilização desoftwares livres, tecnologias abertas que possibilitam essa reutilização. Nesse sentido, o professor da UNA-SUS/PFCSPA, Leandro Souza falou sobre projetos de licenciamento que possibilitam maior disseminação do conhecimento creative commons.

Verônica Abdalla, da BIREME-OPAS e membro da ABSTms falou sobre a experiência com o Programa Telessaúde Brasil Redes, que objetiva promover o acesso amplo a uma rede de fontes de informação em Atenção Básica para subsidiar os processos de decisão clínica, além de apoiar serviços de telessaúde, como teleconsultoria, telediagnóstico, tele-educação e segunda opinião formativa. A Rede Telessaúde também produz conteúdos disponíveis na BIREME.

LANÇAMENTO DO APLICATIVO UNA-SUS MOBILE

O lançamento do novo aplicativo da UNA-SUS ocorreu durante a tarde, no coffee break. O coordenador de gestão do conhecimento da SE/UNA-SUS-Fiocruz, Vinícius Oliveira realizou a apresentação e ressaltou que o app é resultado de um projeto de pesquisa da UNA-SUS Amazonas, desenvolvido com recurso da Lei de Informática, com colaboração da Samsung. “Começamos com a linha de desenvolvimento de soluções para celular em 2013, com a experiência dos tablets do Mais Médicos. Como não havia um app disponível, os profissionais precisavam baixar PDF´s para estudos nesses dispositivos, mas não havia possibilidade de atualização dos materiais e não tínhamos estatísticas de acesso”. Vinícius explicou que, o UNA-SUS Mobile possui as mesmas funcionalidades do portal e que, com ele, os alunos poderão marcar seus recursos favoritos no ARES, ter acesso às notícias, cursos mais recentes, entre outras funcionalidades.

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL 

O consultor da SE/UNA-SUS, Luiz Carlos Lobo participou da sessão solene de abertura, com a palestra sobre inteligência artificial aplicada à saúde. Para ele, a AI tem grande contribuição na área, inclusive na telessaúde, pois auxilia no acesso a especialistas, além de contar com todo um sistema de apoio à decisão.

Acompanhe mais notícias sobre a Rede UNA-SUS no CBTms no portal UNA-SUS!

« Voltar



Comentários: